Cuidados especiais

Saiba quais são as vantagens de ter essa peça instalada no banheiro de casa.

Chuveiros elétricos são sinônimo de conforto, mas quando apresentam algum problema, podem ser também uma grande dor de cabeça. Para evitar que a hora do banho se torne fonte de irritação e estresse, a melhor opção é instalar um conector de porcelana no chuveiro, e o Blog das Ferramentas Kennedy explica a razão:

Emendas

Existem duas formas de conectar um chuveiro na rede elétrica: a mais conhecida e utilizada delas é também a mais perigosa, a famosa emenda elétrica. Para fazer uma emenda, é preciso desencapar os cabos do chuveiro e da rede e conectá-los.

Esse tipo de instalação é arriscado e exige que a emenda seja protegida da maneira adequada. Mesmo assim, a emenda não é feita para resistir ao aquecimento - o que fica ainda pior se houver qualquer mínima falha na instalação. A emenda tende a derreter conforme os cabos de cobre esquentam durante a condução elétrica.

Segurança e economia

Por isso, a melhor opção é instalar um conector. Ele funciona como um intermediário, garantindo mais segurança na instalação. Existem opções de porcelana e de plástico no mercado, mas a mais recomendada delas é a primeira, já que tem mais resistência ao calor e consegue dissipar melhor a energia - conectores de plástico podem derreter com o aumento de temperatura, o que não acontece com conectores de porcelana. 

Além da segurança, os conectores de porcelana garantem também mais economia, já que fazem com que o chuveiro tenha uma eficiência elétrica maior, gastando menos energia. 

Portanto, na hora de trocar seu chuveiro, considere instalar conectores de qualidade para não se preocupar mais com problemas na hora mais relaxante do dia.


Trabalhar na construção civil requer conhecimento e muita habilidade. É uma área muito importante pois impulsiona a economia brasileira e a sociedade, enaltecendo o bem estar da população, dando melhores condições de vida. E se você trabalha nesta área, com certeza, em algum momento irá precisar de ferramentas que lhe auxiliem nesta empreitada. Por isso, colocamos aqui 15 ferramentas que não podem faltar para a execução de qualquer trabalho nesta área. maos-do-engenheiro-trabalhando-no-modelo-conceito-de-construcao-ferramentas-de-engenharia-tom-padrao-de-filtro-retroiluminado-foco-suave-foco-seletivo_1418-480 Bora conferir! Alicates - são muito utilizados pelos profissionais no canteiro de obras. Atualmente, podemos encontrar os seguintes tipos alicate universal, alicate de pressão, alicate de corte frontal, alicate de corte diagonal e alicate de bico meia cana. Arcos de serra - são utilizados para o corte de materiais como aço, ferros, madeiras, plásticos e outros. Estes podem ser arco de serra regulável e arco de serra fixo. Chaves - são muito comuns e amplamente utilizadas em apertos, em diversas atividades da construção civil. São elas dos tipos chave ajustável, chave combinada, chave de fenda, chave estrela, chave inglesa e chave Phillips. Discos de corte - são utilizados no corte de muitos materiais, como madeira, cerâmica, ferro e aço. Martelos - são ferramentas versáteis e de fácil manuseio e podem ser tradicionais ou mais modernos, como o martelo demolidor e martelo rompedor. Picaretas - utilizadas em atividades que necessitem de escavação, as picaretas podem ser picareta estreita e picareta chibanca. Talhadeiras - esta ferramenta é usada para realizar abertura em paredes para a passagem de canos de PVC, conduítes ou mesmo retirada de excesso de massa. Betoneiras - com uma função super importante em grandes construções, a betoneira mistura concreto e argamassa com agilidade. Existem modelos a diesel e elétricas (220V e 380V), com capacidades de 150, 250, 400 e 600 litros. Bomba submersa - possui a função de drenar a água de fundos de valas, poços, fundos de elevadores, entre outros. Compressor de ar - muito úteis em diversas atividades, os compressores podem ser usados para calibrar os pneus das máquinas na obra, soprar pista para aplicação de asfalto, soprar peças que serão concretadas como lajes, vigas, tabuleiros de pontes, etc. Esmerilhadeiras - são usadas  para esmerilhar, aparar ou cortar rebarbas de superfícies diversas. Furadeiras - podem ser usadas para várias funções, dependendo do seu modelo. elas também podem ser furadeiras de bancada, furadeira de impacto e ainda, parafusadeiras. Lixadeiras - são ferramentas utilizadas para dar acabamentos. Atualmente podemos encontrar no mercado lixadeira para concreto, lixadeira orbital, lixadeira de palma, lixadeira de cinta e lixadeira combinada. Serras - são utilizadas para cortar tábuas, madeiras, entre outros. Elas podem ser circulares, de esquadria, de fitas, de sabre e tico-tico. E você, gostou de saber essas dicas? deixe aqui a sua mensagem! www.ferramentaskennedy.com.br

Se você trabalha em uma oficina mecânica ou se você é um empreendedor e quer montar a sua, o primeiro passo é saber quais equipamentos você precisa ter para realizar um bom serviço. Por isso, montamos para você, uma lista com as principais ferramentas e equipamentos para um mecânico de automóveis.

Vamos conferir?


Elevador automotivo

Elevador automotivo

O elevador automotivo é indispensável em qualquer oficina, pois ele é usado para dar maior comodidade na hora de fazer algum reparo. Este equipamento é hidráulico e serve para elevar um carro de modo que o mecânico consiga visualizar e também mexer em toda a parte inferior com maior facilidade.

Compressor de ar

Compressor de ar

O compressor de ar tem a função de gerar ar comprimido a partir de movimentos mecânicos, produzidos por energia elétrica ou motores à gasolina ou diesel. Para o uso em oficinas mecânicas, é mais comum encontrar os compressores de média velocidade, já que os de alta velocidade são mais indicados para grandes oficinas, no uso de ferramentas pneumáticas. Além disso, é indispensável no uso para enchimento e calibragem de pneus, serviços de pintura com pistolas de média produção, entre outros.

Calibrador de pneus

calibrador de ar

Normalmente encontrado em bicicletarias e postos de gasolina, o calibrador é um equipamento que todo mecânico de automóveis precisa ter em sua oficina, mesmo que muitos motoristas façam uso de calibradores automáticos. Sua função é alertar o motorista se algum pneu do veículo está furado, além de mantê-los sempre dentro da pressão e temperatura indicadas.

Scanner Automotivo

scanner

Os Sacanners são ferramentas bastante úteis para o diagnóstico do sistema de injeção eletrônica, bem como informações sobre o seu reparo. Através de um software específico, o scanner automotivo tem acesso a informações sobre a situação do sistema de um veículo e seu histórico de falhas, podendo assim estabelecer uma correção.

Furadeira de Bancada

  Furadeira de bancada

A furadeira de bancada tem diversas finalidades, mas dentro de uma oficina, ela pode ser utilizada para perfuração de chapas metálicas. Esta ferramenta possui uma base de ferro ajustável que possibilita a perfuração de vários ângulos diferentes.

Esmerilhadeira Angular

esmerilhadeira

A esmerilhadeira trabalha em alta velocidade e por isso, executa corte em metais e outros materiais com facilidade. Além disso, em uma oficina mecânica, este equipamento também pode ser utilizado para fazer desbastes e acabamentos em peças de aço.

Prensa Hidráulica
Prensa hidráulica


O uso das prensas hidráulicas é feito em grandes indústrias, mas também pode ser muito utilizada em oficinas mecânicas. Sua função é esmagar, dobrar e modelar componentes metálicos, que são apertados com pressão em toneladas, dependendo do tipo de material.

Máquina de lavar peças

Lavadora de peças

A máquina de lavar peça é essencial para qualquer oficina mecânica, já que a maioria das peças de um carro são envolvidas por óleos ou graxas.  

Gostou das nossas dicas?

Deixe aqui o seu recado e acesse outros conteúdos aqui em nosso blog, como A sua oficina mecânica está organizada?

Quando chega o inverno, sentir frio parece inevitável. Mas quando estamos em casa ou em algum ambiente fechado, não tem nada melhor do que se sentir confortável e aquecido. Por isso, antes mesmo que o inverno bata a sua porta, é hora de procurar um bom aquecedor para driblar os dias de frio.

Uma ótima alternativa é o uso de aquecedor, que além de eficientes, hoje em dia possuem preços bem acessíveis e estão disponíveis em diversos modelos, todos elétricos, porém com sistemas de aquecimento diferentes, como os que usam resistência, óleo, cerâmica ou gás.

Os aquecedores com preços mais acessíveis são os de resistência, que são aqueles com filamentos que ficam vermelhos conforme esquentam. O valor desses aparelhos varia de acordo com a potência, ou seja, quanto mais força ele tiver para emitir calor, melhor e maior será o valor do aquecedor. Com este modelo é sempre bom ficar atento a segurança, já que a resistência fica quase exposta, apenas sendo protegida por uma grade. Eles são indicados para pequenos e médios espaços e a vantagem, é que eles aquecem bem rápido, além de bem silenciosos e fáceis de transportar.

Aquecedor 1Aquecedor 2

Um outro modelo que pode ser encontrado no mercado é o aquecedor de cerâmica. Apesar de demorarem um pouco mais para esquentar, eles são bem silenciosos, fáceis de transportar e consomem um pouco menos de energia.

Existem ainda o aquecedor a óleo, que apesar de demorarem um pouco mais para aquecerem o ambiente, pois precisam aquecer primeiro o óleo do interior, estes modelos consomem bem menos energia e além disso, não interferem na umidade do ar.

Já os aquecedores a gás, são indicados para ambientes de médio e grande porte, já que possuem regulagem de potência. Além disso, o aparelho tem um sistema inteligente que mantêm a temperatura desejada com a ajuda de um termostato, que tem a função de medir a temperatura do ambiente e ligar ou desligar o aquecedor quando necessário.

E então, agora que você já conhece os modelos mais comuns, é importante ficar ligado em algumas dicas de segurança

snowflake-295196_960_720 Confira a fiação elétrica de sua casa para saber se ela irá suportar a potência do equipamento, que normalmente é em torno de 1500W;

snowflake-295196_960_720 Compre um termômetro para medir a temperatura e a umidade do ar. O termômetro deve ficar próximo a altura da cabeça;

snowflake-295196_960_720 Caso existam crianças ou idosos na casa o cuidado deve ser redobrado. Eles podem colocar objetos ou as mãos sobre os aquecedores, ou esquecer ligado os aparelhos que não possuem timer;

snowflake-295196_960_720 Caso opte por aquecedores a óleo, escolha sempre os que possuem timer para desligar. Esses modelos a óleo, além de serem silenciosos, também possuem menor chance de produzir queimaduras e incêndios;

snowflake-295196_960_720 Independentemente do modelo que você escolher, mantenha sempre os aquecedores longe de janelas, portas ou entradas de ar. Com isso o gasto de energia elétrica será menor e o ambienta ficará aquecido mais rápido.

Com isso, se antecipe e não deixe o frio te pegar. Escolha o melhor aquecedor aqui na FK e passe o inverno tranquilo!

Clique AQUI e escolha o seu!

Você gostou deste artigo? Deixe aqui a sua mensagem!

www.ferramentaskennedy.com.br


QUER MAIS DESCONTO PARA COMPRAR SUAS FERRAMENTAS?

Assine nossa letter e aproveite nossas promoções!