Curiosidades

Solda-Mig-250-Trifásica É possível soldar alumínio com a Mig 250 V8 Brasil? A V8 Brasil vai mostrar pra você que dá certo sim! Quem é experiente na área, sabe que a arte de soldar exige técnica e muito cuidado para que uma soldagem seja de alta qualidade. Por isso trouxemos um vídeo com o passo a passo de como soldar com as máquinas de solda MIG 205, MIG 250 monofásica e MIG 250 trifásica da V8 Brasil, e obter os melhores resultados. Torne-se um especialista na soldagem com alumínio, aplicando técnicas simples, mas com alta performance. Veja o vídeo que a V8 Brasil preparou de como soldar alumínio com a Mig 250 V8/ Brasil Fonte V8 Brasil  Conheça a Mig 250 V8 Brasil no site da Ferramentas Kennedy.

Como funcionam as trocas e devoluções na Ferramentas Kennedy 2

A Ferramentas Kennedy possui uma Política de Troca e Devolução com base no Código de Defesa do Consumidor, com o intuito de estabelecer um melhor relacionamento com seus clientes no processo de pré e pós venda.

Pré-venda O cadastro

O cliente novo deve preencher os dados de cadastro no site, informando seu e-mail, CEP e cadastrar uma senha para login. Lembrando que todos os dados informados são criptografados para garantir a segurança de privacidade da sua compra, como você pode conferir AQUI.

Venda Pagamento

A venda/liberação do pedido somente será feita após a confirmação do pagamento. O pagamento pode ser feito via

  • Boleto O boleto poderá ser pago em agências bancárias ou estabelecimentos. O valor só estará disponível no dia seguinte a data do pagamento do mesmo.
  • Depósito Para facilitar nossa loja disponibiliza contas em bancos diferentes que estarão expostas no final do seu pedido. Caso você se esqueça de anotar essas contas, você também terá essas informações na confirmação do seu pedido que será enviada por e-mail. No caso do valor do depósito ser diferente do valor do pedido, é necessário enviar o comprovante do depósito por e-mail (atendimento@ferramentaskennedy.com.br) para que seu pedido seja agilizado.
  • Cartão de crédito Seu pedido será liberado após as operadoras dos cartões liberarem seu pedido.

Pós-venda Entrega

Ao receber seu produto, verifica. Não aceite mercadorias caso, por alguma hipótese, elas apresentem embalagem aberta, falta de acessórios ou produto danificado ou em desacordo com o pedido.

O que fazer caso você precise trocar ou devolver seu produto?

O prazo para desistência da compra é de até 7 dias contados a partir do primeiro dia útil após a data do recebimento da mercadoria.

As ocorrências que envolvam troca ou devolução devem ser comunicadas via e-mail (contato@ferramentaskennedy.com.br) ou pelo fone (041) 3314-1880. O cliente também deve explicar os motivos da ocorrência. É importante se atentar à informação da ocorrência para nossa central de atendimento, caso contrário não será possível realizar a devolução do produto.

Isso também vale para arrependimentos para compras não presenciais. O produto deverá ser encaminhado na embalagem original, sem indícios de uso, sem violação do lacre original do fabricante, acompanhado de nota fiscal, manual e todos os seus acessórios (nesse caso o frete de ida e volta é por conta do comprador).

Dentro do prazo e das normas estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor, em casos onde não é possível realizar a troca, o cliente pode pedir a restituição/reembolso de valores. A restituição é feita de acordo com a opção de pagamento

  • Cartão de crédito Será feito o cancelamento do lançamento do débito ou, caso este já tenha sido feito, a restituição das parcelas já pagas, que poderá ocorrer em até duas faturas subsequentes. Mas atenção! Lembramos que esse procedimento é de responsabilidade da administradora do cartão, pois só ela tem acesso a esse crédito e quando será aplicado.
  • Boleto bancário à vista O crédito será feito em sua conta corrente em até 10 dias úteis, um e-mail deve ser enviado para cadastro@ferramentaskennedy.com.br  indicando nome do cliente, CPF ou CNPJ e qual a agência, conta e banco.
  • Transferências, DOC e TED É obrigatório que o titular da conta seja a mesma pessoa que efetuou a compra, ou seja, mesmo dados informados no cadastro de cliente do site.

wap

Como saber o que é pressão de trabalho e pressão e de pico em minha lavadora?

É a pressão das lavadoras que faz com que a limpeza seja muito mais rápida e eficaz do que com uma mangueira comum. Para checar a real pressão e demais dados técnicos das lavadoras, todos os equipamentos da WAP passam por uma rigorosa avaliação, realizada por uma equipe especializada.

A WAP ampliou a forma de divulgação da pressão das suas máquinas. Agora, a WAP informa a pressão de trabalho e a pressão de pico das lavadoras. Dessa maneira, o consumidor tem acesso a todas as informações referentes aos produtos a WAP aponta qual é a pressão de verdade das suas lavadoras, aquela que realmente vai facilitar a limpeza.

Entenda a diferença

wapblog

- Pressão de trabalho É a pressão medida na saída da pistola durante o uso da máquina. Ou seja, é a pressão com que a água sai da mangueira da lavadora e alcança o local que vai ser limpo.

- Pressão de pico É a medida da pressão no momento em que o gatilho da pistola é solto. É mais elevada devido à força de estanque provocado pelo bloqueio da saída de água.

PSI = libras

Algumas marcas divulgam a pressão das suas lavadoras em PSI e outras em libras. Apesar de nomenclaturas diferentes, as medidas são iguais. PSI é uma sigla em inglês (Pounds per Square Inch) que significa libra por polegada quadrada. No Brasil, a padronização é em libras, embora no exterior seja mais utilizado o PSI. Se você se deparar com uma sigla diferente, não precisa se confundir, as medidas são as mesmas. Por exemplo, 100 libras é igual 100 PSI.

Informações e fotos retiradas do Blog da Wap


Como fazer o sincronismo dos motores Cruze e Sonic da GM

Recomendada pelo fabricante a cada 90.000 km, a troca da correia dentada dos motores GM 1.6 e 1.8 16V Ecotec do Cruze e Sonic requer um conjunto de ferramentas especiais para o travamento das polias das árvores de comando de válvulas e da árvore de manivelas (131008). Caso o sincronismo entre as árvores de comando de válvulas necessite ser ajustado, porém, será necessária também outra ferramenta (131009). Ambas foram recentemente lançadas pela Raven e você pode conferir no site da Ferramentas Kennedy.

Nesses motores, o sincronismo entre as árvores de comando de válvulas independe do sincronismo entre suas polias, ou seja, as polias podem estar perfeitamente sincronizadas e, ao mesmo tempo, as árvores de comando podem estar defasadas. A priori, o sincronismo entre as árvores não se perde e o reparador não precisaria retirar a tampa de válvulas para ajustá-lo.

Quando necessária, essa operação demanda a retirada de alguns componentes, a substituição da junta e a utilização da já citada ferramenta 131009. Se, ao chegar à oficina, o funcionamento do motor é estável, sem falhas ou trepidações, não se recomenda retirar a tampa de válvulas para verificação.

Somente havendo falhas, sob quilometragem avançada ou após ter passado por retífica se justificaria essa verificação, cujo procedimento encontra-se no manual das ferramentas 131008 e 131009.

Para a presente matéria, assume-se que o motor não apresenta falhas, cabendo apenas a preventiva substituição de sua correia de distribuição. Os procedimentos a seguir referem-se à troca de correia nos veículos Cruze. Nos veículos Sonic há algumas diferenças, que estão explicadas no manual das ferramentas 131008 e 131009.

Ferramentas necessárias 131008-00C (travar o volante do motor), 131008-ESC (travar em sincronismo a polia da árvore de comando de válvulas variável de escape) e 131008-ADM (travar em sincronismo a polia da árvore de comando de válvulas variável de admissão). 01

Remoção

1 - Eleve o veículo, de acordo com as informações do manual do proprietário ou manual de serviço do fabricante.

2 - Remova o protetor de cárter. Para isso, é necessário retirar duas travas e três parafusos.

3 - Desconecte o chicote do sensor de temperatura do ar, localizado no tubo de admissão, próximo à caixa do filtro de ar.

4 - Solte as duas abraçadeiras do tubo de admissão e remova-o. Cubra a borboleta de admissão.

5 - Solte o duto de entrada do filtro de ar e a mangueira de dreno (se equipado) da caixa do filtro de ar. Em seguida remova a caixa do filtro de ar.

6 - Remova os dois parafusos da capa frontal superior da correia dentada (Fig. 1), e, em seguida, a capa.02 Atenção Esses motores possuem duas correias poly-v, uma para acionar a bomba da direção hidráulica através da bomba d’água e outra para acionar os demais agregados do motor.

7 - Utilizando uma ferramenta adequada, corte a correia poly-v da bomba de direção hidráulica entre as polias desta e da bomba d’água. Remova a correia. O corte é necessário, pois essa correia não possui tensionador (correia elástica).

8 - Alivie a tensão da correia poly-v principal girando a catraca do seu tensionador no sentido anti-horário. Em seguida trave-o com um pino (Fig. 2). 03 9 - Remova a correia poly-v principal.

10 - Remova o parafuso de fixação do tensionador da correia poly-v principal e, em seguida, o tensionador.

11 - Gire a polia da árvore de manivelas no sentido de rotação do motor até que a marca presente na polia se alinhe com a marca na capa frontal inferior da correia (Fig. 3). Nesse momento o pistão do primeiro cilindro estará em PMS. 04 12 - Remova a porca localizada na parte traseira direita inferior do bloco (motor visto de frente). Em seguida instale a ferramenta 131008-00C, travando o volante do motor (Figs. 4a e 4b). Reinstale a porca para fixar a ferramenta. 06 05 13 - Remova e descarte o parafuso da polia da árvore de manivelas (Fig. 5). Em seguida remova a polia. 07 Atenção É obrigatória a substituição do parafuso da polia da árvore de manivelas.

14 - Remova os quatro parafusos da capa inferior da correia dentada e, em seguida, essa capa.

15 - Instale a ferramenta 131008-ADM na polia da árvore de comando de válvulas variável de admissão (Fig. 6a).

Atenção A marca em forma de ponto na polia da árvore de comando de admissão não deve se alinhar à listra gravada em alto relevo na ferramenta 131008-ADM, mas estar um pouco acima (Fig. 6b). 0816 - Instale a ferramenta 131008-ESC na polia da árvore de comando de válvulas variável de escape, encaixando-a também na ferramenta 131008- ADM (Fig. 7a). Atenção A marca em forma de ponto na polia da árvore de comando de escape deve se alinhar à listra gravada na 131008-ESC (Fig. 7b). 09 17 - Aplique tensão ao tensionador da correia dentada no sentido horário, usando uma chave/soquete Allen, até que seja possível instalar um pino na parte traseira do tensionador para travá-lo (Fig. 8). 10 18 - Remova a correia dentada. Marque o sentido de rotação, caso a mesma venha a ser reutilizada.

19 - Verifique o rolamento de apoio e o tensionador quanto a desgaste e mau funcionamento. Substitua- os, se necessário, seguindo as orientações do fabricante.

Instalação

20 - Instale a correia, na seguinte ordem, sem dobrá-la ou torcê-la (Fig. 9) 11

  • Tensionador (1);
  • Engrenagem da árvore de manivelas (2);
  • Rolamento de apoio (3);
  • Polia da árvore de comando variável de escape(4);
  • Polia da árvore de comando variável de admissão(5).

Atenção Quando houver reaproveitamento da correia, instale-a respeitando o sentido de rotação original.

21 - Remova o pino para travamento do tensionador da correia e aplique tensão ao mesmo no sentido horário, utilizando uma chave Allen (Fig. 8). 10 22 - Alivie a tensão do tensionador. Nesses motores, o tensionador da correia dentada se move automaticamente para a posição correta.

23 - Remova a porca que fixa a ferramenta 131008-00C e, em seguida, a ferramenta.

24 - Remova as ferramentas 131008-ESC e 131008-ADM, nessa ordem.

25 - Dê duas voltas completas no sentido de rotação do motor pelo parafuso na engrenagem da árvore de manivelas.

26 - Confira o sincronismo entre as polias das árvores de comando de válvulas reinstalando as ferramentas 131008-ADM e 131008-ESC (Figs. 6a/6b e 7a/7b). 0809 27 - Confira o alinhamento das marcas de referência presentes na engrenagem da árvore de manivelas e na carcaça da bomba de óleo (Fig. 10). 12 28 - Remova as ferramentas 131008-ESC e 131008-ADM, nessa ordem.

29 - Reinstale a ferramenta 131008-00C (Figs. 4a e4b) e fixe-a com a porca.

0506 30 - Instale a capa inferior da correia dentada e aplique nos quatro parafusos o torque de 6Nm.

31 - Instale a polia da árvore de manivelas

32 - Instale um novo parafuso da polia da árvore de manivelas e aperte-o em três passos 1º - 95 Nm 2º - 45° 3º - 15°.

33 - Remova a porca que fixa a ferramenta 131008- 00C e, em seguida, a ferramenta.

34 - Reinstale a porca que estava sendo usada para fixar a 131008-00C e aplique 45 Nm sobre a mesma.

35 - Limpe a rosca do tensionador da correia poly-v principal. Instale o tensionador juntamente com seu parafuso, aplicando nesse o torque de 55 Nm.

36 - Instale a correia poly-v principal.

37 - Certifique-se de que a correia poly-v principal esteja perfeitamente alinhada nas polias do alternador e da árvore de manivelas, no tensionador da correia poly-v e na polia da bomba d’água. Note que na polia da bomba d’água há um espaçador que tem como função delimitar o espaço para cada uma das duas correias poly-v (Fig. 11).

11 38 - Alivie a tensão do tensionador da correia poly-v girando-o no sentido anti-horário e retire o pino de travamento. Permita que o tensionador deslize para trás lentamente.

39 - Instale a nova correia da bomba de direção hidráulica, sem torcê-la e prestando atenção ao seu correto alinhamento na polia da bomba d'água.

40 - Verifique se a correia poly-v da bomba de direção hidráulica está instalada corretamente e aplique tensão ao tensionador da correia poly-v principal, girando-o em sentido horário.

41 - Reinstale o protetor de cárter e instale suas duas travas e três parafusos, aplicando o torque de 3Nm nesses.

42 - Instale a capa frontal superior da correia dentada e seus dois parafusos, aplicando nesses o torque de 6Nm.

43 - Retire a proteção da borboleta e instale o tubo do ar de admissão, juntamente com suas abraçadeiras. Aplique nas mesmas o torque de 3,5 Nm.

44 - Instale a caixa do filtro de ar.

45 - Conecte na caixa do filtro de ar a mangueira de dreno (se equipado), o duto de entrada do filtro de ar e o chicote do sensor de temperatura do ar de admissão.

Os motores Maxion HS e MWM Sprint estão presentes em em uma série de veículos*, entre picapes (S10, Ranger), SUVs/jipes (Blazer/ Defender), furgões/vans (Sprinter) e até caminhões e ônibus.

Apesar de já serem "velhos conhecidos" do mercado, vários reparadores entram em contato com a Ferramentas Kennedy ou com o suporte técnico da Raven, manifestando dúvidas sobre a forma correta de utilizar as ferramentas para o sincronismo desses motores. A fim de esclarecer essas dúvidas, disponibilizamos a seguir os procedimentos detalhados para o sincronismo dos motores HS 2.5 e 2.8 (que faz uso de correia dentada) e Sprint 4 e 6 cilindros (cuja distribuição é feita por engrenagens). Todavia, nosso suporte técnico encontra-se à disposição para eliminar quaisquer dúvidas remanescentes.

Ressaltamos que quase todas as ferramentas utilizadas no sincronismo desses motores fazem parte do conjunto 801500, que é composto pelas ferramentas 801264, 801294, 801426, 811003 e 811008, acomodadas em uma maleta plástica com nichos específicos para as ferramentas e manual de instruções. Lembramos também que as ferramentas 801264, 801294 e 811008 também são utilizadas no sincronismo do motor NGD 3.0 (Ford Ranger e Troller T4 2006-2012).

Motores HS 2.5 / 2.8

Ferramentas necessárias 801264 (travar o volante do motor - opcional), 811002 (travar a porca do acoplamento viscoso da hélice do ventilador), 811003 (travar a polia da bomba injetora), 811005 (travar a polia da árvore de manivelas) e 811008 (posicionar a árvore de manivelas em sincronismo através do volante do motor). O fabricante recomenda a substituição da correia dentada desse motor a cada 80.000 km. 14

Remoção

1 - (Somente GM S10/Blazer e Ford Ranger) Para liberar espaço, drene o líquido do sistema de arrefecimento, remova a mangueira superior do radiador e em seguida o radiador.

2 - Utilize a chave 811002 para travar o sextavado existente entre a hélice do ventilador e a sua polia.

3 - Gire a hélice em sentido horário até soltá-la, juntamente com o acoplamento viscoso (Fig. 1).

4 - Utilizando uma chave estrela, recue o tensionador da correia poly-v e remova a correia (Fig. 2). Em seguida libere o tensionador. 155 - Remova a polia do ventilador.

6 - Instale a ferramenta 811005 na polia da árvore de manivelas e fixe-a com os 4 parafusos fornecidos(Fig. 3).

7 - Mantendo a polia travada com a 811005, remova o parafuso central da polia (Fig. 3) e em seguida a polia. Para essa operação pode-se utilizar também a ferramenta 801264, que trava o volante do motor. Lembre-se que, nesse caso, é necessário remover o motor de partida. 16 8 - Remova os 14 parafusos de fixação da tampa da caixa de distribuição (Fig. 4) e, em seguida, remova a tampa da caixa com a junta. 17 9 - Gire manualmente o motor até que a chaveta da ponta da árvore de manivelas se alinhe com a seta presente na carcaça da caixa de distribuição (Fig. 5). 18 10 - Localize, de acordo com o modelo do veículo, o bujão da carcaça do volante do motor, remova-o e introduza a ferramenta 811008 (Figs. 6a e 6b). O pino da 811008 deve ser encaixado no orifício existente no volante do motor para esse fim. 1920 11 - Com a árvore de manivelas sincronizada, a marca na polia da árvore de comando de válvulas deve alinhar-se com a referência da caixa de distribuição (Fig. 7). Atenção Se o alinhamento citado não for encontrado, retire a ferramenta 811008, dê mais uma volta completa na árvore de manivelas e então reinstale a 811008.

12 - Com a polia da árvore de comando e a árvore de manivelas corretamente sincronizadas, insira o pino da ferramenta 811003 na polia da bomba injetora e encaixe-o na flange da bomba (Fig. 8). 21 Atenção Caso seja necessário remover a polia da árvore de comando de válvulas durante essas operações, seus parafusos de fixação deverão ser desapertados antes que a correia dentada seja removida.

13 - Desaperte o parafuso do tensionador da correia (Fig. 9), sem retirá-lo, e remova a correia. 22 14 - Remova a correia dentada. Marque o sentido de rotação, caso a mesma venha a ser reutilizada.

Instalação

15 - Afrouxe os 3 parafusos de fixação da polia da bomba injetora (Fig. 8), de modo que a polia possa ser movimentada na folga dos furos oblongos para facilitar a acomodação da correia. 21 16 - Instale a correia dentada, em sentido anti-horário, partindo da polia da árvore de manivelas.

17 - Tensione a correia dentada e aperte o parafuso de fixação do tensionador utilize um torquímetro e uma extensão com encaixe de ½". Posicione o encaixe de ½" no quadrado existente na chapa de fixação do tensionador (Fig. 9) e aplique o torque de 10Nm com o torquímetro na vertical. 22 18 - Fixe os 3 parafusos de fixação da polia da bomba injetora, aplicando 25 Nm nesses.

19 - Retire as ferramentas 811008 e 811003.

20 - Dê dois giros manuais completos no motor;confira a posição de sincronismo da bomba injetoras da árvore de manivelas (Figs. 5 e 7). 18 2121 - Fixe o parafuso de fixação do tensionador, aplicando um torque de 45 Nm.

22 - Reinstale a tampa da caixa de distribuição, utilizando juntas novas. Instale os parafusos em seus alojamentos de acordo com o comprimento (Fig. 4) e aplique neles o torque de 25 Nm.

23 - Reinstale a polia da árvore de manivelas e aplique o torque de 80 Nm + 90° em seu parafuso.

Motores MWM Sprint 4.07 (4cil. 2.8) e 6.07 (6 cil. 4.2)

Ferramentas necessárias 801294 (Posicionar em sincronismo a árvore de manivelas) e 801426 (Posicionar em sincronismo a árvore de comando de válvulas).

Procedimento

1 - Desconecte o chicote do sensor de fase e a mangueira de respiro da tampa de válvulas. Em seguida remova a tampa de válvulas.

2 - Gire o motor até que a marcação ‘‘PMS’’ presente em um sextavado na árvore de comando de válvulas fique virada para cima (Fig. 10a).

3 - Monte a ferramenta 801426 e encaixe-a sobre a marcação ‘‘PMS’’ (Fig. 10b). Utilize dois parafusos da tampa de válvulas para fixar a 801426 aos mancais da árvore de comando. 23 4 - Insira a ferramenta 801294 no orifício localizado entre o motor de partida e o bloco do motor (Fig. 11a). A 801294 deve se encaixar em um orifício no volante do motor (Fig. 11b). 24 Atenção Caso não seja possível encaixar as duas ferramentas simultaneamente, será necessário ajustar o sincronismo desse motor; para isso será necessário desmontar, montar e fazer uma série de verificações e medições no sistema de distribuição por engrenagens deste, o que exigirá a utilização das ferramentas 801264, 801334, 801376 e 801456. Não incluiremos esse procedimento aqui, pois o mesmo é extenso e relativamente complexo. Para maiores informações, consulte o manual do fabricante.

5 - Retire as ferramentas e remonte a tampa de válvulas. Aplique o torque de 25 Nm nos parafusos.

Observação Os procedimentos de sincronismo descritos foram baseados nas informações dos manuais de serviço originais MWM.

Confira maiores informações e conheça mais ferramentas especiais no site da Ferramentas Kennedy.

Fonte Raven Ferramentas Especiais


Multas de trânsito estão até 900 mais caras

Desde 01 de novembro de 2014, algumas infrações de trânsito passaram a ter punições mais rígidas, bem como multas mais caras para os motoristas que forem flagrados pela fiscalização. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) alterou os valores de multas para 11 infrações de trânsito que subiram até 900%.

Os motoristas que provocarem ações de risco no trânsito ou em guias que possuem fiscalização estarão sujeitos a penalidades mais caras. Ou melhor muito mais caras.

Infrações como ultrapassagens perigosas e disputa de rachas passaram a ter valores entre R$ 957,70 e R$ 1.915,40 e o reajuste tem como intuito inibir ações que causam colisões em estradas e rodovias e, consequentemente, vítimas e mortes.

Sendo assim, motoristas que se arriscarem em ultrapassagens que forçam uma manobra perigosa com o veículo terão que pagar um valor de penalidade que passa de R$ 191,54 para R$ 1.915,40.

Motoristas que ultrapassarem pelo acostamento pagarão um valor de multa 650% mais caro R$ 957,70 (o valor anterior era de R$ 127,69). O mesmo vale para as ultrapassagens em locais proibidos que, ao invés do motorista receber uma multa de R$ 191,54, também terá que desembolsar R$ 957,70 – aumento de 400%.

No caso de disputas de rachas e corridas não autorizadas, o valor antigo de R$ 574,62 passa a ter um aumento de 233% e vai para R$1.915,40.

[caption id="attachment_313" align="aligncenter" width="500"]Multas de trânsito estão até 900 mais caras (Foto Reprodução)[/caption]

Confira abaixo o que mudou*

1) Artigo 173 – Disputar corrida por espírito de emulação (racha).

Infração Gravíssima (7 pontos)

Penalidade Multa, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo

Valor atual R$ 1.915,40 (antes a multa era de R$ 574,62)

2) Artigo 174 – Promover ou participar competição, eventos organizados, exibição e demonstração de perícia em manobra de veículo em via pública sem autorização das autoridades.

Infração Gravíssima (7 pontos)

Penalidade Multa, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo

Valor atual R$ 1.915,40 (antes a multa era de R$ 957,70)

3) Artigo 175 - Utilizar-se de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus.

Infração Gravíssima (7 pontos)

Penalidade Multa, suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo

Valor atual R$ 1.915,40 (antes a multa era de R$ 191,54)

4) Artigo 191 – Forçar passagem entre veículos que, transitando em sentidos opostos, estejam na iminência de passar um pelo outro ao realizar operação de ultrapassagem.

Infração Gravíssima (7 pontos)

Penalidade Multa e suspensão do direito de dirigir

Alteração no valor R$ 1.915,40 (antes a multa era de R$ 191,54)

5) Artigo 202 – Ultrapassar outro veículo pelo acostamento ou em interseções e passagens de nível.

Infração Gravíssima (7 pontos) Antes era considerada grave (5 pontos)

Penalidade Multa

Alteração no valor R$ 957,70 (antes a multa era de R$ 127,69)

6) Artigo 203 - Ultrapassar pela contramão outro veículo.

Infração Gravíssima (7 pontos)

Penalidade Multa

Alteração no valor R$ 957,70 (antes era R$ 191,54)

*Artigos extraídos de Revista Autoesporte

É importante destacar que, em caso de reincidência, a multa será dobrada, podendo chegar a R$ 3.830,80. De acordo com a nova lei, a punição também será mais rígida a pena por infrações de trânsito poderá ser de seis meses a três anos de detenção, além da multa em dinheiro.


QUER MAIS DESCONTO PARA COMPRAR SUAS FERRAMENTAS?

Assine nossa letter e aproveite nossas promoções!