Apaixonados por barcos precisam prestar bastante atenção aos motores de suas embarcações. Veja quais são os principais detalhes a se notar

Quem adora a vida no mar, seja para pesca, passeio ou hobby, sabe que o motor do barco faz toda a diferença. A velocidade, estabilidade e potência do barco dependem da escolha do motor. Por isso, a Ferramentas Kennedy separou alguns detalhes importantes para você fazer a escolha certa para a sua embarcação:

Motor de popa X centro-rabeta

Estas são as duas opções mais comuns de motores de barco. Como o nome diz, os motores de popa ficam na parte traseira das embarcações. Os motores de centro-rabeta, por sua vez, são acoplados ao casco, ocupando muito menos espaço. Suas desvantagens em relação aos motores de popa é que eles são mais pesados, exigindo mais potência para atingir as velocidades dos motores traseiros.

A escolha passa também pelo tamanho da embarcação. Motores de centro-rabeta são mais potentes, portanto são recomendados para barcos maiores. Barcos menores, que rodam normalmente com motores de potência de cerca de 100 hp, normalmente possuem motores de popa.

Um, dois ou três motores?

Quando a escolha é pelo motor de popa, outra dúvida que é importante ser resolvida é a quantidade de motores a se ter no barco. Barcos com um motor de popa são os mais comuns. Essa opção garante economia e facilidade na hora da manutenção. Se a escolha for por dois motores, o usuário garante potência e segurança, já que, caso um dos motores falhe, o outro pode continuar funcionando.

A opção por três motores é mais rara, e normalmente é feita por quem gosta muito de velocidade. Antes de fazer essa opção, é importante checar se a embarcação aguenta essa quantidade de motores.

 

A Ferramentas Kennedy tem todos os motores que a sua embarcação precisa para navegar tranquilamente. Navegue em nosso site e encontre o que você precisa!

 


Com diferentes tamanhos e modelos, estantes organizadoras podem ser a peça que falta para otimizar seu trabalho

A organização deve ser a primeira medida a ser tomada em uma estação de trabalho com ferramentas. Mantê-las em um lugar limpo, organizado e de fácil acesso é parte muito importante de qualquer serviço. Além de garantir praticidade e agilidade, organizar as ferramentas garante que elas tenham uma vida útil maior, evitando desgastes e defeitos.

Um dos melhores investimentos que alguém pode fazer para garantir a organização de suas ferramentas é uma estante destinada para este fim. Cheias de compartimentos, gavetas e muito fáceis de usar, estas estantes podem fazer a diferença na hora de fazer um serviço, seja profissionalmente ou em casa.

Veja abaixo algumas estantes de diferentes tamanhos e marcas que você pode escolher para o seu tipo de trabalho:

Estante Metálica 54/5 com Gaveteiros Plásticos Bumafer

Estante Gaveteiro com 40 Gavetas Nº 3 Azul Presto

Estante Gaveteiro com 108 Gavetas Nº 3 Bumafer

A Ferramentas Kennedy possui vários acessórios para a organização e o bom desempenho do seu trabalho. Navegue em nosso site e encontre tudo que você procura!

 


A resposta para essa pergunta depende muito do equilíbrio entre a pressão e a vazão d’água da máquina. Veja como escolher a sua


Se bem utilizadas, as lavadoras de alta pressão não representam nenhum risco para o piso, paredes ou qualquer superfície em que são utilizadas. Porém, se a compra não for feita da maneira correta, essas ferramentas podem causar problemas.

Veja como fazer a escolha certa na hora de comprar estes equipamentos úteis e amigos do meio ambiente:
Como evitar danos com a lavadora?
As duas características mais importantes para que se conheça a capacidade do equipamento são a pressão e a vazão de água. A pressão é a força exercida sobre uma área, e no caso das lavadoras tem como unidade de medida o BAR ou o PSI.

Porém, somente a pressão não garante eficiência na limpeza. Se uma máquina possuir muita pressão, mas pouca vazão de água, esse equipamento entregará um jato forte, com pressão, mas que vai abranger uma área muito pequena, tornando a limpeza lenta - em alguns casos extremos, o jato é tão forte e tão concentrado que faz pequenos buracos na calçada ao invés de promover a limpeza da sujeira.
Equilíbrio
O mais importante é ter um equilíbrio entre a pressão e a vazão. A vazão é a quantidade de água que passa pelo bico da máquina dividida por uma unidade de tempo - usamos como medida litros por hora ou litros por minuto. 

É a junção destas duas forças que vai gerar o impacto necessário e suficiente da água, gerando um maior poder de limpeza. 

É o equilíbrio da pressão e da vazão de água também que faz com que as lavadoras sejam equipamentos ecologicamente corretos, pois economizam água em até 80% em relação a uma mangueira de jardim na limpeza - uma mangueira tem muita vazão de água, mas pressão nenhuma, enquanto uma lavadora tem uma vazão menor com muito mais pressão, tornando assim a limpeza mais rápida e com menos uso de água.

Sabendo da importância dessa relação, outro fator importante é o uso que será feito da máquina.

As marcas normalmente possuem lavadoras para uso ocasional, máquinas de uso semi-intensivo e as máquinas de uso intensivo.

Se for preciso comprar um equipamento para trabalhar em um lava car, por exemplo, onde a máquina será ligada o dia todo, não se pode comprar um equipamento de uso ocasional, pois ele não irá atender a demanda - da mesma forma, uma dona de casa que quer uma máquina para lavar a calçada ocasionalmente não tem a necessidade de comprar uma lavadora de uso intensivo.

A Ferramentas Kennedy possui lavadoras para todos os tipos de usos. Visite a seção de lavadoras de alta pressão do nosso site e confira!

 

Conheça as diferentes ferramentas que você pode usar para deixar seu jardim como você sempre sonhou


Na semana passada, falamos das máquinas cortadoras de grama e qual delas escolher dependendo do tipo de terreno a ser aparado. Mas, como você já sabe, existem diversos outros tipos de máquinas para cuidar do seu jardim, certo? Acompanhe abaixo um resumo que a Ferramentas Kennedy preparou com algumas destas máquinas, para saber qual delas combina mais com você.
Cortadores de grama
Cortadores são as ferramentas fundamentais para quem quer ter um jardim bem cuidado. Podem ser manuais, elétricos ou a gasolina. Essa diferença no tipo corresponde à área em que a máquina vai ser usada: terrenos pequenos podem ser aparados com cortadores manuais, enquanto áreas médias e grandes exigem máquinas maiores, como os cortadores elétricos e a gasolina.
Aparadores de grama
Aparadores de grama são destinados a quem quer ou precisa se atentar aos detalhes. São ferramentas utilizadas para dar aquele acabamento final no jardim, deixando as pontas e as arestas perfeitamente aparadas. São máquinas mais leves, recomendadas para áreas pequenas, e podem ser muito úteis e práticas.
Roçadeiras
As roçadeiras, por sua vez, são máquinas destinadas a vegetações e terrenos mais resistentes e densos. Podem ser elétricas ou a gasolina, e também possuem diferenças em seus tipos de lâminas. Roçadeiras com corte a nylon são mais leves e podem ser usadas em gramados, enquanto aquelas a gasolina são recomendadas para terrenos maiores, como pastos e locais com vegetação mais densa.
Outras ferramentas
Além destas três ferramentas principais, existem ainda outras que podem ser utilizadas para cuidar ainda melhor do seu jardim. Desde ferramentas manuais, como tesouras próprias para esse tipo de serviço, como máquinas mais robustas, como motosserras e sopradores de folhas. Independemente do investimento que você esteja disposto a fazer, a Ferramentas Kennedy tem tudo que você precisa. Navegue em nosso site e confira nossas promoções!


Os óleos ajudam muito no funcionamento dos compressores de ar, ferramentas utilizadas em diversos segmentos. Veja qual é o uso apropriado

Os óleos lubrificantes para compressores de ar exercem um papel fundamental no funcionamento destes equipamentos. Além de lubrificar e limpar os componentes, eles também auxiliam na partida do compressor e reduzem o atrito entre as peças. Porém, cada compressor possui características específicas que devem ser respeitadas na hora de escolher qual óleo usar.

Temperatura e pressão, por exemplo, são características que devem ser levadas em conta na hora de fazer esta escolha. No vídeo abaixo, a blogueira e parceira da Ferramentas Kennedy Giovana Zardo explica quais são os óleos existentes no mercado e em quais máquinas eles devem ser utilizados. Confira!

 
 

Quer mais desconto para comprar suas ferramentas?