Ferramenta é fundamental para garantir a segurança de obras e reformas. Veja como ela funciona

Detectores de materiais são utilizados para verificar a existência de materiais ferrosos e não ferrosos no solo, paredes, vigas, etc. Essa tarefa evita a perfuração indesejada de canos, fios elétricos, barras de aço e diversos outros materiais. Os detectores de materiais podem funcionar através da leitura eletromagnética ou por radar. Essas duas formas diferentes de detecção ajudam a identificar materiais diferentes.

Leitura Eletromagnética x Radar

Detectores mais simples usam a leitura eletromagnética para identificar barras de metal. O aparelho cria um campo eletromagnético de baixa frequência que interage com as armações do metal, identificando sua presença. 

Em aparelhos mais sofisticados, o sistema de detecção é através de um radar, que pode identificar outros materiais além do aço. Nestes aparelhos, é feito um escaneamento através de ondas de alta frequência, que é capaz de perceber diferenças entre os materiais.

Um ótimo exemplo de detector de materiais com essa tecnologia é o Detector de Materiais de Profundidade D-Tect 150 Bosch. Com capacidade para detectar canos de pvc, metais ferrosos ou não e outros materiais a uma profundidade de até 15cm, este detector completo pode ser útil em todos os tipos de serviços.

Veja no vídeo abaixo mais informações:

 


Reformas em casa podem ser bastante estressantes, principalmente em locais movimentados como a cozinha. Saiba como diminuir os problemas

A cozinha é parte fundamental da casa. Por isso, reformas e obras nessa área precisam ser muito bem planejadas e feitas da maneira correta para evitar dores de cabeça no futuro. Veja abaixo algumas dicas que a Ferramentas Kennedy separou para você fazer a reforma que a sua cozinha merece: 

 

Planeje-se bem

 

Antes de mais nada, é preciso saber que tipo de reforma será feita. É importante lembrar que uma reforma não necessariamente significa obra: muitas vezes, mudanças pequenas, que não exigem quebra de paredes ou mudança nos pisos, pode alterar completamente o visual da sua cozinha e ser suficiente para que ela fique do jeito que você sempre quis.

 

Antes de começar, tenha em mente quais mudanças serão feitas, se a reforma será na cozinha toda ou só em uma parte, qual o orçamento máximo, etc.

 

Busque referências

 

Ter uma ideia original é sempre muito satisfatório, mas mesmo ao pensar em algo novo precisamos buscar referências. Visite sites de decoração e reforma para ver algumas cozinhas e procurar alguma que se encaixe nos seus planos. Mas analise suas possibilidades com calma: algumas ideias podem funcionar muito bem em algumas cozinhas, mas não em outras. 

 

Mudanças radicais x mudanças simples

 

Como já foi dito, uma reforma não necessariamente é sinônimo de obra. É preciso ter isso em mente para não acabar fazendo coisas desnecessárias. Móveis úteis, como bancadas, grades, etc, podem mudar o visual e tornar sua cozinha bastante funcional. Caso você realmente precise trocar o piso ou fazer qualquer outro tipo de reforma mais pesada, aí a dica é contratar profissionais com boas referências e com o melhor custo benefício. Nessa hora, é importante equilibrar bem a qualidade do serviço com o preço cobrado.

 

Praticidade e uso diário

 

A cozinha é uma parte da casa com grande fluxo de movimento e que pede, em primeiro lugar, funcionalidade. Por isso, na hora de qualquer mudança, a primeira coisa a se ter em mente é como o uso diário será afetado pelas alterações. O piso, por exemplo, deve ser de um material resistente, que não desgaste com o uso contínuo. Nas paredes, uma boa ideia é colocar objetos com ganchos e pegadores, para facilitar o acesso a utensílios do dia a dia.


A Ferramentas Kennedy tem tudo para a sua reforma. Navegue em nosso site e encontre todas as ferramentas que você precisa!


Cada um dos diferentes pregos existentes no mercado é recomendado para diferentes serviços. Veja quais são os principais deles

Usar pregos é tão comum em obras, reparos e construções que muitas vezes nem paramos para pensar quais são as diferenças entre eles. Porém, elas existem  e fazem toda a diferença. Sem o prego adequado, o material onde eles são colocados pode rachar e sofrer danos indesejados. Veja abaixo quais são os pregos mais comuns e quais são suas funções:

Pregos com cabeça
São os pregos mais comuns. Podem ser usados em construções e reparos domésticos, principalmente em locais que não são facilmente visualizados, já que sua cabeça mais alongada deixa marcas.
Pregos sem cabeça
O nome não condiz exatamente com a realidade: estes pregos possuem cabeça, mas elas são minúsculas, de modo que são facilmente escondidas. Por essa razão, são utilizados em serviços mais refinados de marcenaria, por exemplo.
Pregos com cabeça dupla

Como o nome diz, possuem duas cabeças e são utilizados normalmente para serviços temporários, como marcações, por exemplo, para não causarem dano na madeira.
Pregos para taco
São tipos específicos de prego para serem usados na colocação de tacos de madeira em pisos e batentes de portas. Sua principal característica é sua cabeça em formato de L, que dificulta sua remoção nestes locais.
Pregos telheiros


Como o nome diz, são usados preferencialmente em telhas. Possui uma cabeça maior do que o normal e um sistema de vedação que impede vazamentos.
Pregos anelados
Seu formato e sua constituição fazem desse prego ideal para uso em madeiras mais leves e sensíveis, com pallets, por exemplo
Pregos ardox
Ao contrário dos pregos anelados, estes pregos são recomendados para madeiras mais resistentes por causa do formato de broca de sua ponta, o que garante a fixação.

 

Ferramentas são similares, mas desempenham funções bastante específicas. Confira quais são as diferenças

Parafusadeiras e furadeiras são ferramentas parecidas - algumas vezes até mesmo são funções da mesma ferramenta, as famosas parafusadeiras/furadeiras - mas servem para coisas bem diferentes. 

Tire abaixo todas as dúvidas sobre estas duas ferramentas:
Furadeiras: giro constante para perfurar
Furadeiras são máquinas destinadas a fazer furos. São ferramentas essenciais para qualquer kit básico de reparos e manutenções. Podem ser usadas para construir e reparar paredes, móveis, instalações elétricas e milhares de outras superfícies e objetos.

Furadeiras funcionam através de um motor que causa a rotação de uma ou mais brocas. Para escolher a ferramenta correta para o tipo de material que será perfurado, é preciso prestar atenção tanto na potência quanto na velocidade e no tipo de mandril.

As furadeiras mais conhecidas são as portáteis ou de mão, mas existem diversos outros tipos, que desempenham funções diferentes e são mais comumente usadas na indústria, como as furadeiras radiais e de bancada. Outra opção são as furadeiras de impacto, usadas para perfurar materiais mais resistentes, como concreto.
Parafusadeiras: segurança e precisão
Parafusadeiras são ferramentas extremamente úteis para quem precisa economizar tempo e ter mais praticidade durante obras, reparos e manutenções. São projetadas para apertar e retirar parafusos. Ao usar parafusadeiras, você garante maior fixação e firmeza do que quando usa apenas uma chave de fenda.

As parafusadeiras normalmente são mais leves que as furadeiras e possuem menos força. Porém, assim como as furadeiras, parafusadeiras também podem ser de impacto e ser usadas também em materiais mais duros.

Parafusadeiras/furadeiras são equipamentos que executam as duas funções. São recomendadas para quem busca praticidade e economia.  

 

Estas ferramentas potentes possuem funções específicas que podem ser muito úteis em obras e reformas

Muitas vezes, durante obras ou reformas, precisamos quebrar alguns materiais de diferentes tipos de espessura e dureza. Na falta de opção melhor, acabamos improvisando com as ferramentas que temos à mão, como furadeiras ou martelos. Mas você sabia que existem ferramentas próprias para este fim?

Os marteletes são pequenas britadeiras que servem para quebrar, cinzelar e demolir desde paredes de tijolo e superfícies de cerâmica, até colunas de concreto e pedras.

Sua função pode ser confundida com a de uma furadeira, mas os marteletes absorvem muito mais impacto e são mais fortes, o que faz deles ferramentas mais recomendadas para o trabalho em materiais mais duros.

 

Marteletes perfuradores e rompedores

Marteletes podem exercer a função de perfuração também. Eles não utilizam impacto para perfurar materiais como madeira e aço, mas sim um processo chamado bloqueio de percussão.Estes são chamados de Marteletes Perfuradores. 

Quando possuem um mecanismo golpeador, como é o caso do Martelete Rompedor Sds 800W Com Maleta Makita, eles são chamados de Marteletes Rompedores, pois têm mais potência para perfurar e romper concreto.

No vídeo abaixo, Giovana Zardo conta mais detalhes do Martelete Rompedor Sds 800W Makita, um produto extremamente confiável de uma das melhores marcas do mercado. Confira!

 

Quer mais desconto para comprar suas ferramentas?